28 de outubro de 2012

            

Tempo...



Tempo...
Temperamento...
Tempo...
Quanto tempo?
De tempos em tempos...
Tempo em que tudo acontece...
Voce para e ve que o tempo passou.
Não deixe o tempo segurar o seu tempo,
Deixe o tempo seguir o tempo dele e siga o seu tempo.
Pare e pense...
De tempo ao tempo.
Tempo demorado...
É quando voce da valor ao tempo.
Tempo que voa.
Tempo que voce não tem.
Tempo de sobra,
Só o tempo tem.
Tempo de alegria,
Tempo de amor,
Tempo de esperança,
Tempo que acabou.
Sem tempo, meio tempo.
Tempo.

Rose de Oliveira


25 de outubro de 2012

            

Aceitação


    O texto a seguir foi retirado da página do Facebook CONEXÃO COM BUDA. Curtam, vale muito a pena!!!!
    É uma página com conteúdo maravilhoso, super positivo, de um querido amigo.


Aceitação

     Quando precisamos aceitar uma circunstância que não foi planejada, o primeiro impulso que temos é o de ser resistente à nova situação. É difícil aceitar as perdas materiais ou afetivas, a dificuldade financeira, a doença, a humilhação, as traições.
    A nossa tendência natural é resistir e combater tudo o que nos contraria e que nos gera sofrimento.
Agindo assim, estaremos prolongando a situação. Resistir nos mantém presos ao problema, muitas vezes perpetuando-o e tornando tudo mais complicado e pesado.
    Em outras ocasiões, nossa reação é a de negação do problema e, por vezes, nos entregamos a desequilíbrios emocionais como revolta, tristeza, culpa e indignação.
    Todas essas reações são destrutivas e desagregadoras.
    Quando não aceitamos, nos tornamos amargos e insatisfeitos. Esses padrões mentais e emocionais criam mais dificuldades e nos impedem de enxergar as soluções.
    Pode parecer que quando nos resignamos diante de uma situação difícil, estamos desistindo de lutar e sendo fracos.
    Mas não. Apenas significa que entendemos que a existência terrestre tem uma finalidade e que a vida é regida pela lei de ação e reação; que a luta deve ser encarada com serenidade e fé.
    Na verdade, se tivermos a verdadeira intenção de enfrentar com equilíbrio e sensatez as grandes mudanças que a vida nos apresenta, devemos começar admitindo a nova situação.
    A aceitação é um ato de força interior que desconhecemos. Ela vem acompanhada de sabedoria e humildade, e nos impulsiona para a luta.
    É detentora de um poder transformador que só quem já experimentou pode avaliar.
    Existem inúmeras situações na vida que não estão sob o nosso controle. Resta-nos então acatá-las.
    É fundamental entender que esse posicionamento não significa desistir, mas sim manter-se lúcido e otimista no momento necessário.
    No instante em que aceitamos, apaga-se a ilusão de situações que foram criadas por nós mesmos e as soluções surgem naturalmente.
    Aceitar é exercitar a fé. É expandir a consciência para encontrar respostas, soluções e alívio. É manter uma atitude saudável diante da vida.
    É nos entregarmos confiantes ao que a vida tem a nos oferecer.
    Estamos nesta vida pela misericórdia de Deus, que nos concedeu nova oportunidade de renascimento no corpo físico.
    Os sentimentos de amargura, desespero e revolta, que permeiam nossa existência, são frutos das próprias dificuldades em lidar com os problemas.
    Lembremos que todas as dores são transitórias.
    Quando elas nos alcançarem, as aceitemos com serenidade e resignação. Olhemos para elas como mecanismos da Lei Universal que o Pai utiliza para que possamos crescer em direção a Ele.
    Busquemos, desse modo, as fontes profundas do amor a que se reporta Jesus que o viveu, e o amor nos dirá como nos devemos comportar perante a vida, no crescimento e avanço para Deus.

16 de outubro de 2012

            

Ficar sem comer engorda?



A cada temporada, surgem novos tipos de dieta, que prometem resultados milagrosos em pouco tempo. Mas essas "dietas da moda" podem trazer prejuízos à saúde e a maioria delas não tem base científica. Uma das táticas mais utilizadas por quem quer perder peso (sem procurar uma orientação especializada) é deixar de comer. Afinal, acredita-se que ficando em jejum os quilinhos a mais irão embora facilmente. Porém, o jejum traz riscos à saúde e, acredite, pode até propiciar o acúmulo de gordura! 

Ficar sem comer é uma estratégia irresponsável, usada por muitas pessoas que estão em guerra com os ponteiros da balança. 

Em um primeiro momento, o jejum proporciona a perda de peso porém não significa que houve a diminuição da gordura localizada. 

Isso porque o organismo humano, em um quadro de jejum, eliminará os líquidos, gastará suas reservas de massa muscular e só depois de vários processos começará a utilizar a gordura corporal para gerar energia e realizar suas funções básicas. Ou seja: a perda de peso, neste caso, tende a ser totalmente ilusória. 
Além disso, não se alimentar traz prejuízos à saúde, pois é através dos nutrientes dos alimentos que o corpo funciona perfeitamente. 


O que pouca gente sabe também é que o jejum pode fazer com que ocorra o aumento das gordurinhas. 
É simples: como o organismo ficou algum tempo sem receber alimentos, assim que você volta a comer, ele armazenará o que foi consumido - com "medo" de que ocorra outro período sem alimentos. E uma das maneiras que o corpo faz esse armazenamento é em forma de gordura, que é exatamente o que você está tentando eliminar. 

Ficar períodos prolongados sem comer causa moleza, perda de memória, falta de concentração, sonolência, dores de cabeça, tremores, formigamento, irritabilidade. O corpo fica fraco e aumentam os riscos de desmaios, que podem provocar graves acidentes. Além disso, o jejum prolongado pode propiciar até o desenvolvimento de doenças como a diabetes. E mais: já reparou que é só ficar um tempo sem comer que seu hálito se altera? O jejum realmente provoca um hálito muito desagradável que nem mesmo escovando os dentes é possível eliminar. 


Não pule refeições, procure se alimentar de 3 em 3 horas para não correr o risco de comer demais em alguma refeição e auxiliar seu metabolismo a trabalhar de forma adequada.
Faça atividade física de forma regular, de preferência aquela que lhe dê prazer para ajudar no  emagrecimento e preservar a massa muscular.

Portanto: COMA!!!





15 de outubro de 2012

            

Quero Muito....



Quero sair correndo por ai, até as meus pés sangrarem...

Quero aumentar o som no último, 
até doer e não ouvir mais nada...

Quero gritar desesperadamente, até não ter mais voz...

Quero olhar para o sol, até ficar cega...

Quero soprar e soprar, até acabar o meu ar... 

Quero enfiar a cabeça num buraco, e nunca mais sair...

Quero me trancar no quarto escuro, 
e fingir que não existe mais nada...

Só assim saberei...

Que deixei de existir...


Rose de Oliveira
(10/2012)


11 de outubro de 2012

            

Porque sempre haverá mulheres reféns


Neste último mês todos nós ficamos estarrecidos com o número de homicídios, cujas vítimas foram mulheres.

Lore, Estefani, a garota de 13 anos, da Praia Grande, etc, sem contar Eloá, Marias e  tantas outras, já esquecidas.

Reparemos nas coincidências: pais, mães, maridos, namorados, amantes, padrastos, madrastas são os suspeitos e, por fim, descobertos como autores .

 Sempre os assassinos  estão ao lado das vítimas. Compartilharam, por algum tempo, das coisas mais íntimas de suas vidas, enquanto respiravam.


 Chegaram, em algum momento, fazer planos , criaram expectativas e sonhos juntos, partilharam esperanças e não suportaram , ao longo do tempo, as mudanças (das vítimas).

 O que deu errado???
  
Ao tomarmos conhecimento de tantas barbáries, criamos inúmeras histórias mirabolantes, estranhas, inacreditáveis para justificar tais assassinatos.

 Mas, no fundo, sabemos que tais mortes  pautam sempre por histórias simples, que passam pela palavra NÃO,  dita de forma tímida e tardia !


Ao falarem, sozinhas, sem eco, que há :

NÃO, ao amor que findou, sem ter aviso prévio
NÃO, ao descobrir que seu ídolo de infância, apodreceu, em matéria moral
NÃO,  ao mostrar querer deixar de ser explorada
NÃO , ao gritar que percebeu estar esquecida
NÃO , por ter sacado que poderá viver sozinha, sem culpa
NÃO, ao declinar que é capaz de amar outra pessoa decente
NÃO, porque deixou de denunciar, da primeira vez, tudo que estava errado, na  sua criação, no seu amor doentio, na inveja daquele que chegou na sua vida, sem nada conhecer dela, enfim, na miséria de caráter de cada homicida.


Queridos, NÃO é NÃO,   não se adia, não se espera melhor oportunidade para discutir a relação, não se disfarça para o verdadeiro amigo, não se tenta resolver o problema sozinho, e finalmente NÃO se acredita na maldita mudança do matador!

NÃO, se diz uma só vez, de tal  modo que bastará um NÃO para mudar nossas vidas e destinos.

Só mais um detalhe, NÃO existe meio NÃO, pois equivalerá a um miserável SIM!

Acreditem, no primeiro momento de nossas percepções, que a vida pertence somente a cada um de nós, que está em nossas mãos e depende de nossas atitudes, contemos conosco para mudar e aprender, mesmo na dor, dizer NÃO, ANTES QUE NÃO SE POSSA MAIS FALAR


                                   

9 de outubro de 2012

            

Baruch Espinosa



As palavras abaixo são de Baruch Espinoza, nascido em 1632 em Amsterdan, falecido em Haia em 21 de fevereiro de 1677.
Foi um dos grandes racionalistas do século XVII dentro da chamada Filosofia Moderna.
Acredite, essas palavras foram ditas em pleno Século XVII.


DEUS SEGUNDO ESPINOZA
( Deus falando com você )

Pára de ficar rezando e batendo o peito !
O que eu quero que faças é que saias pelo mundo e desfrutes de tua vida.Eu quero que gozes, cantes, te divirtas e que desfrutes de tudo o que Eu fiz para ti.

Pára de ir a esses templos lúgubres, obscuros e frios que tu mesmo construíste e que acreditas ser a minha casa. Minha casa está nas montanhas, nos bosques, nos rios, nos lagos, nas praias. Aí é onde Eu vivo e aí expresso meu amor por ti.

Pára de me culpar da tua vida miserável: Eu nunca te disse que há algo mau em ti ou que eras um pecador, ou que tua sexualidade fosse algo mau. O sexo é um presente que Eu te dei e com o qual podes expressar teu amor, teu êxtase, tua alegria. Assim, não me culpes por tudo o que te fizeram crer.

Pára de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo. Se não podes me ler num amanhecer, numa paisagem, no olhar de teus amigos, nos olhos de teu filhinho... Não me encontrarás em nenhum livro ! Confia em mim e deixa de me pedir.
Tu vais me dizer como fazer meu trabalho ?

Pára de ter tanto medo de mim. Eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo.
Eu sou puro amor.

Pára de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. Se Eu te fiz... Eu te enchi de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências, de livre-arbítrio. Como posso te culpar se respondes a algo que eu pus em ti ? Como posso te castigar por seres como és, se Eu sou quem te fez ? Crês que eu poderia criar um lugar para queimar a todos meus filhos que não se comportem bem, pelo resto da eternidade ? Que tipo de Deus pode fazer isso ?

Esquece qualquer tipo de mandamento, qualquer tipo de lei; essas são artimanhas para te manipular, para te controlar, que só geram culpa em ti.

Respeita teu próximo e não faças o que não queiras para ti.
A única coisa que te peço é que prestes atenção a tua vida, que teu estado de alerta seja teu guia. Esta vida não é uma prova, nem um degrau, nem um passo no caminho, nem um ensaio, nem um prelúdio para o paraíso.
Esta vida é o único que há aqui e agora, e o único que precisas. Eu te fiz absolutamente livre. Não há prêmios nem castigos. Não há pecados nem virtudes. Ninguém leva um placar. Ninguém leva um registro. Tu és absolutamente livre para fazer da tua vida um céu ou um inferno.
Não te poderia dizer se há algo depois desta vida, mas posso te dar um conselho:
Vive como se não o houvesse. Como se esta fosse tua única oportunidade de aproveitar, de amar, de existir. Assim, se não há nada, terás aproveitado da oportunidade que te dei. E se houver, tem certeza que Eu não vou te perguntar se foste comportado ou não.
Eu vou te perguntar se tu gostaste, se te divertiste...
Do que mais gostaste ? O que aprendeste ?
Pára de crer em mim - crer é supor, adivinhar, imaginar.
Eu não quero que acredites em mim. Quero que me sintas em ti. Quero que me sintas em ti quando beijas tua amada, quando agasalhas tua filhinha, quando acaricias teu cachorro, quando tomas banho no mar.

Pára de louvar-me ! Que tipo de Deus ególatra tu acreditas que Eu seja ? Me aborrece que me louvem. Me cansa que agradeçam.
Tu te sentes grato ? Demonstra-o cuidando de ti, de tua saúde, de tuas relações, do mundo. Te sentes olhado, surpreendido ?... Expressa tua alegria !
Esse é o jeito de me louvar.
Pára de complicar as coisas e de repetir como papagaio o que te ensinaram sobre mim. A única certeza é que tu estás aqui, que estás vivo, e que este mundo está cheio de maravilhas. Para que precisas de mais milagres ?

Para que tantas explicações? Não me procures fora !
Não me acharás. Procura-me dentro..
Aí é que estou, batendo em ti. 
_____________________________________________________________________________ 

Einstein, quando perguntado se acreditava em Deus, respondeu:

“Acredito no Deus de Spinoza, que se revela por si mesmo na harmonia de tudo o que existe, e não no Deus que se interessa pela sorte e pelas ações dos homens”.

8 de outubro de 2012

            

Confusão geral



Eu tenho alguém...
Eu amo...
Faço...
Mudo...
Em todos os sentidos...
E o que eu ganho?

Eu tento...
Espero o provável e improvável...
Não desisto...
Não acabo...
E continuo...

O que aconteceu...
Quando foi que mudou...
Não tenho mais certeza...
Palavras...
Não quero mais ouvir...
Não posso me permitir a isso...

Atitudes...
Conflitos internos...
Nada esta claro pra mim...
Ressentimentos se afloram...
Começo a ver magoas...

Mas essa vida engana...
De todos os lados...
Me mostra caminhos tortos...
Meu coração não pensa...
E quer...
E quer..
E quer...

Que caminho escolher?
O certo? 
O errado?
O duvidoso?

A cabeça pensa...
Ou pelo menos tenta...
O coração não nega...
O corpo estremece...
Os olhos desviam...
A pele se arrepia...

Conseqüência...
Arrependimento...
Tentativas...
Muitas palavras...
E muitas perguntas...
Ate o momento,
Sem respostas...


Rose de oliveira
(10/2012)

5 de outubro de 2012

            

Benefícios da Drenagem Linfática


Drenagem Linfática Manual no pré-operatório


Geralmente a drenagem linfática manual é realizada após um procedimento cirúrgico para reduzir ou eliminar edemas decorrentes da cirurgia, mas o pré-operatório é tão importante quanto o pós.

A drenagem no pré-operatório apresenta grande eficácia, mas muitas pessoas desconhecem o benefício da mesma e infelizmente a procura ainda é pouca.

O processo da drenagem é responsável por ativar a circulação linfática na área que será operada, auxilia na micro circulação do local por manipular os tecidos por meio das massagens manuais e ainda nutri todos os tecidos cutâneos auxiliando na sua desintoxicação, além de "QUEBRAR" as células de gordura localizada promovendo melhor resultado após a cirurgia. Através desta massagem o sistema imunológico fica alerta para reagir de forma correta durante o procedimento cirúrgico.

O resultado é um pós-cirúrgico menos traumático, já que as células se encontram oxigenadas e nutridas, com redução do aparecimento de queloides e cicatrizes hipertróficas (FORMAÇÃO EXCESSIVA DE COLÁGENO) .




Recomenda-se no mínimo 10 sessões no pré-operatório, lembrando que, o pós-operatório também é muito importante.

4 de outubro de 2012

            

Réquiem Para Um Sonho

DROGAS. Elas consomem mente, corpo e alma. Uma vez viciado, você é um viciado.
Quatro vidas. Quatro viciados. Quatro falhas.


    Recentemente, revi Réquiem Para Um Sonho, filme não muito divulgado, mas com temática infelizmente muito atual e de grande impacto..., tanto que achei válido compartilhar aqui.

    Baseado no romance do escritor Hubert Selby Jr., Réquiem Para Um Sonho é um verdadeiro soco no estômago, capaz de aterrorizar o espectador de forma muito mais eficaz e realista do que muitos filmes de terror, afinal, o que pode ser mais apavorante do que presenciar uma realidade que está o tempo todo ao nosso lado, mas, muitas vezes, fingimos não ver?

    O filme do diretor Darren Aronofsky (o mesmo do premiado Cisne Negro) gira em torno de quatro pessoas e seus sonhos:
 
    Os namorados Harry Goldfarb (Jared Leto), viciado em cocaína e heroína, busca ascenção na vida através do tráfico de drogas e Marion Silver (Jennifer Connely), filha rebelde de pais ricos, também viciada, que sonha em ter sua própria loja de roupas.
 
    O amigo do casal, Tyrone C. Love (Marlon Wayans), que possui uma relação edipiana com sua falecida mãe e acredita que a venda de drogas pode patrocinar seus vícios e sonhos.
 
    E Sara Goldfarb (Ellen Burstyn), a solitária mãe de Harry, dona de casa viciada em comida e televisão, que vê no convite para participar de seu programa preferido a única chance de mudar sua vida e ser feliz.

    Enquanto a idéia do dinheiro fácil seduz os jovens, a ditadura da magreza tira Sara de seu frágil eixo emocional.
    O resultado é um mergulho em uma viagem sem volta.

    O diretor divide o filme em três estações do ano: verão, outono e inverno.
    O filme se inicia no verão, estação luminosa, aonde os sonhos nascem. Período propício para a felicidade, repleto de esperança, exatamente como encontram-se os personagens.
    Em inglês, a palavra “fall” significa Outono, mas também pode ser traduzida para o português como “queda”. No outono, a felicidade que cada personagem experimentou na estação anterior começa a despencar, como as folhas das árvores.
    Até que chega o inverno, estação que traz o desfecho trágico para cada um dos personagens: a aniquilação total de seus desejos, sonhos e esperanças.

    São 102 minutos que corrói os sonhos e as esperanças dos personagens e consome o espectador, que sem saber o que virá, embarca numa sensação aflitiva de perceber que o amanhã não é sempre tão esperançoso e que os vícios humanos, que trazem felicidades tão frágeis e momentâneas, acabam por degenerar aquilo que temos de mais precioso: o sonho.

    A trilha sonora incrível, composta por Clint Mansell, potencializa a sensação de angústia, desequilíbrio emocional e tristeza, tanto nossa quanto dos personagens.

    O título é uma metáfora sobre do que se trata o filme.
    Réquiem, em latim, significa repouso (o termo réquiem foi retirado da expressão requiem aeternam dona eis, que significa "dai-lhes o repouso eterno"), sendo também, na liturgia cristã, a música especialmente composta para um morto ou uma missa fúnebre (os réquiems mais famosos foram compostos por Mozart, Verdi, Brahms e Berlioz).
    Sendo assim, podemos interpretar Réquiem Para Um Sonho como o repouso eterno dos sonhos dos quatro protagonistas que o filme nos apresenta.
 
    TRAILER:
 

 

3 de outubro de 2012

            

Entraram de mansinho e conquistaram meu mundo...


Hoje acordei pensando nas pessoas que fazem parte da minha vida. Na verdade, acordei pensando nas mulheres que me cercam... sim, é fato: nunca acreditei em amizade entre pessoas do sexo feminino. Acho que nesta relação existe  muita "picuinha", inveja e intrigas...porém, como dizem os sábios filósofos de botequim: a vida é sempre cheia de surpresas. Encontrei nesses meus 29 anos de vida amigas que me inspiram, me entendem e que fazem de mim uma pessoa melhor!

Por isso quero homenagear algumas "LINDINHÁS" que conquistaram a área vip do meu precioso e querido coração. Aí vai:

A = Além de ser uma pessoa cheia de manias, irritante, perfeccionista e chata ao EXTREMO, essa mulher com quase 40 anos me inspira. Admiro o modo como ela educou seu filho e o quanto é profissional (como não sou boba, faço questão de ser sua pupila nesse quesito...rs). É minha mãe, irmã e confidente! Não precisamos usar as palavras, nos entendemos no olhar...como gostamos de nos chamar: somos siamesas e ótimas!

B = Uma versão um pouco mais calma da minha pessoa! Geminiana, falante, espalhafatosa e doidinha. Faz questão de brigar comigo TODA vez que me vê, mas sei que é porque sente a minha falta. Nunca desistiu dos seus sonhos, desde ir em busca do seu verdadeiro amor (insistiu tanto que conseguiu amarrar o "raparigo") ao curso que ela sempre sonhou em se formar:  psicologia! Sei que estou distante, mas nada faz mudar o amor e a ternura que tenho por ela! 

C = A vagaba é minha amiga há 7 anos. Entrou como uma simples colega de trabalho e foi me cativando com sua história e seu jeito manso de ser. Atrás daquele ar pacato, existe uma mulher guerreira e determinada. Vai atrás dos seus objetivos e sempre os alcança. Ela adora encher a minha bola... sempre fala que eu sou o orgulho dela...mal ela sabe que ela sim é meu orgulho! 

G = Sabe aquelas pessoas que você conhece do nada...acha que vai virar apenas uma "amiguinha de boteco" e quando você vê vira alguém que é imprescindível na sua vida? Pois bem. Essa danada aí virou. Ela é dona das piores piadas já ouvidas no mundo, mas é de uma alegria e carisma que conquistam qualquer um. Foi identificação total! Já fomos das risadas ao choro no mesmo dia. Filhá, bem vinda a minha vida! rs

J e L = não posso negar que uma das melhores coisas que me aconteceu enquanto fui noiva de um cara foi ter conhecido essas duas mulheres. J e L são irmãs. J namorava um amigo do meu namorado. Engravidou e...desmanchou...Alguns meses depois foi a minha vez de terminar o relacionamento. Ficamos por quase um ano sem contato nenhum. Um belo dia resolvemos nos encontrar para colocar o papo em dia. Junto com ela, foi a irmã L. NUNCA mais nos desgrudamos. Elas têm personalidades diferentes, mas se completam e fazem a alegria do meu dia. Altos papos...dos mais bestas aos mais "intelectos". Gosto pouco viu LINDÁS?! 

K = o que posso dizer dessa pessoinha aqui? Jeito moleca, "espivetada", intensa e confusa que só ela. É com ela que mais me identifico...rs. Responsável pela maior mudança da minha vida: me apresentou o condomínio onde moro e onde comprei meu apartamento. Minha vizinha, amiga e irmã. Sempre tem palavras de apoio e sempre está disposta a degustar as minhas aventuras culinárias! Também surgiu do nada e veio pra ficar.


Essas são as mulheres da minha vida. Tipos diferentes. Algumas são peruas, outras recatadas, maloqueiras ou quietinhas. Mas são pessoas que não se importam com isso. Caminharão comigo nas minhas conquistas e nos meus tombos....e elas sabem que estarei lá também quando for necessário...A M O muito vocês amigas!


2 de outubro de 2012

            

É pique...É pique...


Tivemos mais um encontro maravilhoso de Luluzinhas e Bolinhas. Desta vez para comemorar o aniversário da nossa amiga Márcia.


Márcia completou 41 aninhos (na flor da idade) ao lado de seus filhotes Isabela e Guilherme, sua família e os amigos.  Estava radiante de felicidade.

Foi um domingo muito agradável, com direito a churrasco, cerveja e muita comidinha boa, e claro não podiam faltar o patê de catupiry ao alho, que nossa amiga faz como ninguém, e a farofa da Tia Maria que é simplesmente sensacional.

 Estar entre amigos é sempre bom e ainda mais quando o encontro é especial. 

Tudo perfeito e cheio de alegria. Parabéns amiga, você merece.



1 de outubro de 2012

            

Ilusão...




Estou tentando viver de um jeito ou de outro,
Mas você roubou meu coração, 
roubou o meu tempo,
Agora estou a pensar o quão longe esta do meu olhar,
O quão difícil esta de te encontrar,
Só que mais uma vez estou com a sensação,
De te-lo visto em todos os lugares,
Pois você se fazia presente em meu coração,
Certamente, esta noite nos encontraremos... 
Em sonhos,
Não importa o tempo, 
nem a distancia,
Enquanto eu te amar,
Esperarei por você.


Rose de Oliveira
(2003)


© Mad&Cerv - 2012. Todos os direitos reservados. Design & Manutenção: Danielle Cristina R. B. dos Santos. Tecnologia do Blogger.